escuro

Trabalhe remotamente e ganhe em dólar com Programação – pt 3

Neste post falo sobre a preparação para a entrevista inicial com o tech recruiter e trago uma dica exclusiva.
IBTI - Trabalho remoto pt3
IBTI – Trabalho remoto pt3

No terceiro post da série Trabalhe remotamente e ganhe em dólar com Programação iremos abordar com mais detalhes sobre a preparação para a entrevista inicial com o tech recruiter e trago uma dica exclusiva.


Muitos candidatos costumam priorizar os testes ou projetos que as empresas aplicam. No entanto, a entrevista inicial também é uma etapa importante e eliminatória, uma vez que nesta, o recrutador irá avaliar a capacidade de compreensão e comunicação do candidato (tanto com o cliente quanto com a equipe).

Antes de mais nada é fundamental entender qual é o perfil da pessoa com quem você irá conversar. Com base em minha experiência, geralmente neste primeiro contato com o/a “Tech Recruiter”, você irá lidar com uma pessoa com um perfil menos técnico, ou seja, pessoas que entendem mais de comportamento humano e menos de tecnologia (claro que podemos ter exceções aqui!). Ou seja, o/a recrutador(a) não irá te pedir para resolver um algoritmo durante a conversa, mas tentarão te entender como pessoa e como um profissional que tem condições de trabalhar em equipe e agregar valor para o time.

1. Uma conversa fluida e informativa com o recrutador ajuda a garantir bons resultados

Assim, um ponto-chave aqui é se comunicar com clareza sobre:

  • Suas experiências passadas: não esqueça de falar como você se relacionava com a sua equipe (os recrutadores valorizam bastante isto).
  • Tecnologias utilizadas ao longo de sua carreira (quantos anos de experiências nestas tecnologias)
  • Projetos que lhe proporcionam desafios e crescimento (o quanto você se interessa em novos desafios, por exemplo: aprender novas tecnologias e trabalhar com pessoas de todas as partes do mundo).
  • Seus planos futuros (sua jornada na TI  até agora e como você  pensa em evoluir ainda mais como profissional de TI).

É natural que para muitos, o fato desse primeiro contato ser em Inglês pode trazer uma carga de ansiedade e nervosismo que atrapalha bastante na interação com o recrutador, por isso, além de praticar a conversação em inglês, deixo a seguinte dica prática:

2. Terceira dica prática

Se você perdeu a segunda dica prática, clique aqui para acessá-la.

Alguns dias antes da entrevista, escreva um documento Word, Notepad ou Google Drive etc respondendo os seguintes itens:

  1. O que você sabe sobre a empresa?
  2. Fale sobre a sua trajetória profissional
  3. Fale sobre um projeto que você se orgulha. 
  4. Comente sobre um grande desafio que você enfrentou e como você o resolveu?
  5. Perguntas para o recrutador sobre a empresa em si e sobre o projeto que eles desenvolvem.
  6. Pergunte se o entrevistador tem interesse em saber mais algo sobre você ou sobre algum projeto especial que você participou, isso mostra que você se preocupa com a opinião dele

A dica de ouro aqui é seguir a regra dos 60 segundos. Pratique para que você seja capaz de responder a estas e outras perguntas em até 1 minuto, isso mostra que você se preparou e evita que você se perca nas palavras.

3. Outras dicas importantes

  • Espere o recrutador finalizar a pergunta ou consideração para começar a falar.
  • Mantenha contato visual e interesse em todas as perguntas e comentários dele.
  • Feche as abas desnecessárias (deixe aberto seu Github e projetos relacionados com a vaga).
  • Se o entrevistador o deixar mais a vontade, consulte o resumo com a descrição da vaga (não esqueça de levar para a entrevista) para comentar sobre os pré-requisitos, mostrando como você se adequa a cada um deles.
  • Não apenas comente, mas mostre na prática um projeto que sua equipe desenvolveu (deixe a aba do script do projeto já aberta no momento da entrevista) e destaque sua participação neste projeto em especial.
  • Não passe muito tempo falando de sua formação (os recrutadores estão mais interessados em sua experiência e na sua capacidade de resolver problemas de maneira rápida e eficiente). Mas não esqueça de citar sua formação que é pre requisito para a vaga.
  • Além de mostrar sua proatividade e boa capacidade de comunicação em inglês, destaque também que domina aquela tecnologia de interesse, demonstrando alguns dos seus projetos no Github e comentando brevemente sobre eles.

4. Para ir além

Caso você realmente queira masterizar a arte da entrevista, recomendo o seguinte livro:

60 Seconds and You’re Hired!
por Robin Ryan

Este livro traz as principais técnicas para responder perguntas em entrevistas, e também os principais erros cometidos pelos candidatos e muito mais.

No próximo post irei detalhar mais um pouco sobre o teste de algoritmos que vocês provavelmente irão se deparar (antes ou após a entrevista).

Vejo vocês na próxima!

Olá! Meu nome é Igor Brandão, sou formado em Tecnologia da Informação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Meus objetivos profissionais estão direcionados para desenvolvimento de projetos locais e/ou internacionais que envolvam empreendedorismo, pesquisa e criação de novas tecnologias. Pessoalmente, busco evoluir constantemente, estabelecer parcerias e oportunidades para novos negócios.
Total
1
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Post Anterior
IBTI - Trabalho remoto pt2

Trabalhe remotamente e ganhe em dólar com Programação – pt 2

Próximo Post
IBTI - Trabalho remoto pt4

Trabalhe remotamente e ganhe em dólar com Programação – pt 4

Posts Relacionados